Arquivo para abril \27\UTC 2010

27
abr
10

Chávez acusa a avión estadounidense de “guerra electrónica”

Caracas.- Un día después de pronunciarse por aliviar la tensión con Colombia, el presidente Hugo Chávez acusó el lunes a ese país vecino de permitir recientemente que un avión militar de Estados Unidos efectuara operaciones de “guerra electrónica” con Venezuela.

Chávez afirmó que sus servicios de inteligencia detectaron el avión que, dijo, despegó de una base colombiana y voló sobre la frontera entre ambos países sudamericanos, cuyas tensas relaciones se complicaron en los últimos meses, informó AP.

Sin ofrecer detalles, indicó que la inteligencia militar de Venezuela captó una conversación entre un piloto de la nave estadounidense y controladores aéreos en la ciudad norteña colombiana de Barranquilla. El avión realizó operaciones de espionaje, dijo Chávez.

“Nosotros detectamos con nuestra inteligencia estratégica un avión de tipo RC-12 perteneciente a las Fuerza Aérea Norteamericana durante sobrevuelo sobre el espacio aéreo colombiano”, expresó Chávez a los oficiales, soldados y cadetes que atestaron un auditorio.

“Era un avión especializado en guerra electrónica, y estaba lanzando operaciones de guerra electrónica”, agregó.

La vocera de la Embajada de Estados Unidos, Robin Holzhauer, no respondió explícitamente a la acusación de Chávez. En una entrevista telefónica sólo dijo que Estados Unidos y Colombia participan en varias actividades bilaterales, y todas “respetan la soberanía de otras naciones”.

El presidente venezolano acusó también al gobierno de Colombia de permitir la utilización de su territorio para que las fuerzas armadas de Estados Unidos preparen lo que describió como “una agresión” contra Venezuela.

De inmediato no hubo alguien disponible en el Comando Sur de Estados Unidos en Miami para pronunciarse sobre el asunto.
(El Universal)

27
abr
10

Site de Dilma inaugura série de entrevistas simuladas com a candidata

RANIER BRAGON
da Sucursal de Brasília

A equipe de Dilma Rousseff (PT) deu início hoje a mais uma estratégia para tentar disseminar a campanha da petista pela internet e por rádios do interior do país. Entrou no site da candidata (www.dilmanaweb.com.br) o “Fala Dilma”, uma gravação de 5 minutos em que Dilma “responde” a perguntas formuladas por sua assessoria.

A gravação que foi hoje no ar trata do programa Bolsa Família, do governo federal. Com uma entonação e um ritmo de fala típicos de quem está lendo um texto, Dilma disse, entre outras coisas, que ‘quem é contra o Bolsa Família é quem não precisa do Bolsa Família’.

“Quem precisa, sabe muito bem como é importante ter um prato de comida, ter um dinheirinho para poder garantir às crianças uma refeição, duas ou três todos os dias.”

De acordo com o site da pré-candidata, as “entrevistas” serão veiculadas de segunda a sexta-feira, sempre tratando de um tema “importante da agenda nacional”.

“Os internautas e os comunicadores de rádio poderão ouvir ou fazer o download livre na seção Rádio”, informa o “Dilma na Web”. Desde que se desincompatibilizou da Casa Civil, no início do mês, Dilma tem dado constantes entrevistas a rádios do interior do país. O objetivo é tornar o seu nome conhecido fora das grandes metrópoles.

27
abr
10

Wilson inicia substituições dos cargos que eram do PTB

Wilson Martins não espera mais pela adesão do PTB e já nomeou o primeiro nome da substituição
Luciano Coelho
repórter de política

Os indicados pelo PTB para compor o Governo do Estado ainda não entregaram formalmente os cargos. O partido fazia parte da base de sustentação política do Governo, mas agora está na oposição. O presidente da sigla. Senador João Vicente Claudino, anunciou a entrega dos cargos há 20 dias, mas os cargos ainda não foram entregues. O governador Wilson Martins iniciou a nomeação dos ocupantes para os cargos que eram indicados pelo PTB. Ontem pela manhã, ele nomeou Larissa Martins Maia na secretaria do Trabalho e Empreendedorismo, antes ocupada pelo deputado Hélio Isaías (PTB).
A nomeação dos cargos deve acontecer naturalmente, já que o PTB, apesar de não ter entregue os cargos, os deixou à disposição do governador. Wilson Martins, que pelo visto, não vê mais possibilidade de um diálogo e aliança política com o partido do senador João Vicente Claudino. O PTB detinha a indicação das secretárias de Defesa Civil, Trabalho e Empreendedorismo, Turismo, Piemtur (Empresa de Turismo do Piauí), Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, além de outras coordenadorias.
Segundo informações do próprio PSB, Larissa Maia já atuava na vice-governadoria do Estado e é filiada militante do PSB.
No entanto, o governador deve promover as indicações dos demais cargos que estavam à disposição ainda esta semana. Ninguém do Governo quer ser pronunciar sobre eventuais nomeações, até porque os cargos tinham sido ocupados pelo pessoal das próprias secretarias.

27
abr
10

Temer diz que é preciso entender “agruras emocionais” de Ciro

NANCY DUTRA
da Sucursal de Brasília

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou que as críticas do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) a ele e ao seu partido se devem a “agruras emocionais”. Em entrevista, Ciro chamou o PMDB de “ajuntamento de assaltantes” e Temer, de “chefe da turma de pouco escrúpulo”.

Para Temer, cotado para a chapa da pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, é preciso “ser condescendente” com Ciro, que deve ter o fim de seu projeto ao Planalto oficializado nesta terça pelo PSB.

“Temos de compreender o estado emocional dele. Temos de ser até condescendentes. Ele passa por agruras emocionais e eu nem quero comentar isso porque temos de compreender o estado emocional dele, talvez abalado”, afirmou.

Desde que Ciro foi informado pela cúpula de seu partido de que não seria candidato ao Planalto, o deputado tem partido para o ataque. Na semana passada, disse que o pré-candidato tucano à Presidência, José Serra, é mais bem preparado para o cargo do que Dilma e que o presidente Lula se achava “todo poderoso” e “viajava na maionese”.

Na manhã desta terça, a ex-ministra Dilma afirmou que Ciro “sempre foi um parceiro”, seguindo a estratégia delineada pelo Planalto de evitar ataques ao deputado do PSB. “Eu acredito que ele sempre esteve ao nosso lado e espero que volte estar mais próximo”, disse a petista.
(Folha de S. Paulo)

27
abr
10

Vítimas de Algodões pedem ajuda para ter pensão de R$ 60

Pelo menos 120 pessoas vitimadas pelo rompimento da barragem de Algodões I em Cocal estiveram ontem em Teresina. Eles visitaram o Tribunal de Justiça e a Assembleia Legislativa, onde pediram apoio aos representantes do Judiciário e do Legislativo para conseguir do Governo do Estado algumas reivindicações.
O presidente da Associação das Vitimas de Algodões I (Abava), Corcino Medeiros dos Santos, alegou que o Governo nunca assistiu as famílias vitimadas pelo rompimento da barragem. Eles reclamam que as casas dadas pelo Governo estão inacabadas e não possuem infraestrutura adequada para abastecimento de água e energia. Eles reivindicam o pagamento de uma pensão de R$ 60,00 por mês para cada família e o pagamento de uma indenização pelos bens perdidos no desastre.
“Não existe agrovila nenhuma. Fizeram um conjunto habitacional muito distante, sem infraestrutura e indicaram para as famílias, mas o número de casa não é nem a metade das famílias atingidas”, lamentou.
“Nós pedimos ao Tribunal de Justiça que rejeitasse o pedido do Governo de negar o pagamento de uma pensão de R$ 60,00 para as vitimas, enquanto durasse a tramitação do processo. Nós queremos a manutenção da pensão para podermos viver. Queremos negociar o processo de indenizações, caso a caso, para podermos reorganizar nossas vidas. E queremos a construção de uma nova barragem, com novos parâmetros e com projeto de irrigação, afastada da cidade e ainda queremos a correção dos danos ambientais, porque a enxurrada da barragem provocou a desertificação da área em que vivíamos. Lá agora só tem areia e pedra”, completou. O desem-bargador Luiz Gonzaga Brandão é o relator do agravo de instrumento nº 2001.00001.001.3851, impetrado pelo Governo do Estado.A sentença da juíza de Cocal, Maria do Perpétuo Socorro, que determinava o pagamento da pensão. O Ttribunal. de Justiça manteve a decisão, mas o Estado não está cumprindo
(publicado no Diario do Povo)

27
abr
10

PMDB terá maior participação no Governo

O líder do PMDB na Assembléia Legislativa, deputado Warton Santos, revelou que o PMDB teve um encontro com o governador Wilson Martins na noite do último domingo, 25, na residência oficial. A conversa foi sobre a aliança política e a indicação do nome do candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Wilson Martins. O governador deve conversar depois com o PT, por enquanto, ele tenta articular com o PMDB que pode ter a participação ampliada ocupando os cargos que eram do PTB no Governo.
O PT tomou conhecimento da reunião do governador com o PMDB. Eles disseram que vão esperar as negociações, ver se existe um entendimento e vão se posicionar depois dos fatos colocados. Mas vão também conversar com o governador sobre a composição da chapa para disputar o Governo.
O deputado Warton Santos confirmou a reunião com Wilson Martins e comentou que não tem porque o PMDB sair da base aliada. Mas tudo será decidido e ratificado pelos filiados do partido em convenção extraordinária, onde será feita a pesquisa para definir o rumo e com quem o PMDB se coligará para este pleito.
“Temos que aguardar a pesquisa e a convenção para podermos nos posicionar oficialmente. A tendência tem sido continuar no Governo. Não tem porque ir para oposição”, comentou Warton Santos.
Segundo ele, não existem problemas com o PT. A intenção de todos é manter a aliança com o Governo. A ala do PMDB que estava na oposição leia-se: Mauro Tapety, João Madison Nogueira, Moraes Souza Filho e Ana Paula, alegaram que não estão sabendo de nada da negociação, mas ainda serão informados pelos parlamentares que participaram da reunião com o governador.
Wilson Martins tenta se acertar com o PMDB. Ele assumiu o comando do bloco governista e começou a articular com todos os partidos que fazem parte do blocão. Para a composição, o PMDB deve ser ainda mais privilegiado na estrutura administrativa do Governo. Wilson tem os cargos da Defesa Civil, Desenvolvimento Econômico e coordenações e diretorias para negociar com o partido.(LC)
(publicado no Diario do Povo)

05
abr
10

Jaime, más complicado por recibir presuntas dádivas

Lo acusan de haber hecho viajes en aviones pagados por empresas del sector que controlaba. Investigado por enriquecimiento ilícito, Jaime tiene, además, prohibido salir del país. Por: Omar Lavieri

El juez Claudio Bonadio está en condiciones de resolver durante esta semana la situación procesal del ex secretario de Transporte Ricardo Jaime en uno de los expedientes que más lo complica. Bonadio investiga a Jaime por haber recibido dádivas de parte de empresarios vinculados al área del transporte que estaba bajo su control durante los seis años que fue funcionario público. Los empresarios –según la investigación– pagaron taxis aéreos que Jaime disfrutó.

El 5 de marzo pasado, Jaime se presentó a su primera indagatoria. Bonadio lo citó para que explicara cómo eran pagados los viajes en taxis aéreos. No aceptó preguntas y presentó un escrito. Sobre los 14 viajes investigados dio explicaciones acerca de ocho. Pero no dijo nada del resto.

En aquella ocasión, escribió que dos viajes a Brasil se hicieron por razones de Estado y que no hubo costo alguno para las arcas públicas. Agregó que no hubo “dádivas” porque eran vuelos de demostración ofrecidos por las empresas de taxis aéreos.

Sobre los otros seis, que hizo con sus familiares y amigos, señaló que “tales viajes fueron contratados por mi hermano Daniel, a través del estudio jurídico Miguel Couto Advogados Associados, que no es otro que el estudio jurídico que mi hermano utiliza en forma habitual para sus diferentes asuntos en la República de Brasil”. Es decir que para explicar por qué el Grupo Cirigliano –que explota trenes y colectivos– le pagó los viajes, Jaime incluyó en el entramado judicial a su hermano que vive en Brasil. El estudio que maneja los asuntos de su hermano –que tiene una fábrica de zapatos–, contactó a otro estudio que habló con el Grupo Cirigliano para que contratara los viajes que hizo Jaime.

El ex secretario no dijo nada sobre los otros viajes que habían pagado otros imputados en el caso. Pero el 22 de marzo, 17 días después del llamado a indagatoria, se presentó nuevamente y en un escrito de seis carillas que se conoce hoy, intentó explicar los viajes restantes. Jaime tuvo que informar por qué viajó a Brasil en enero de 2008 con un pasaje de cortesía de Aerolíneas Argentinas. Por ese hecho fue imputado Jorge Molina, ex gerente de Asuntos Públicos de la línea aérea durante la gestión de la empresa Marsans. Fue Molina quien autorizó ese pasaje. Jaime negó saber que era de cortesía y esgrimió como defensa que no tenía una buena relación con Marsans y fue uno de los impulsores de la expropiación de la compañía.

Sobre algunos de los otros viajes, señaló que fueron pagados por empresas que no tienen relación con el sector del transporte y entonces no pueden ser considerados como dádivas. Lo que no dice es que esos viajes fueron pagados por Manuel Vázquez y su hijo Julián. Manuel fue asesor de Jaime y se lo vincula con el entramado de negocios hechos al amparo del poder que manejó Jaime durante los años que fue funcionario de Néstor y Cristina Kirchner. Los Vázquez están imputados en la causa.

Sobre otros dos viajes, el ex funcionario kirchnerista señaló que fueron pagados por la empresa CSP Bussines y que no tiene relación con el sector que debía controlar. Pero esos dos viajes fueron pagados por Gustavo Carmona, un “comercializador” de vuelos en taxis aéreos quien señaló que no conoce a la empresa CSP y que nunca pagó esos viajes. Por lo tanto, el argumento de Jaime, en este caso también, muestra fisuras.

CLARIN




abril 2010
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930