Arquivo para maio \28\UTC 2010

28
maio
10

VALE A PENA LER

Quo vadis, senhor candidato?
(*) José Maria Vasconcelos

Sabe a origem, QUO VADIS, conhecidíssima expressão latina? QUO VADIS invadiu culturas, ilustra sites, empresas de ônibus, turismo, escolas, quem sabe, motéis. Foi título de filme épico, de enorme sucesso, produzido em 1951. Preciso viajar no tempo, percorrer o túnel quilomé-trico das catacumbas de Roma, para ex-trair alguma lição inspiradora aos que se esfolam em busca de ambição e poder.
Os primeiros cristãos abriam túneis, longe do centro de Roma, para celebrar cultos religiosos, fugindo ao ódio e perseguição romana, que lhes infligia terríveis carnificinas, no Coliseu, em espetáculo popular. A plateia delirava, contemplando a farra dos leõs devorando corpos, ou víti-mas derrentendo-se, amarradas em cadeiras em brasa, ou gemido com a punhalada. As catacumbas se estendem por quilômetros debaixo do chão. O tom escuro das paredes absorve a luz das lâmpadas. As catacumbas assemelham-se a imenso corredor. As imagens lembram o martírio de heróis cristãos, especialmente no governo do tirano imperador Nero. Bela e rica Cecília, debruçada no chão, degolada, não me sai da memória. Padroeira dos músicos, tocava divinamente. Inimigos da Igreja só se recordam dos desatinos de papas e padres. As catacumbas assombram bem mais pelo sangue heroico derramado.
Conta a tradição cristã que o apóstolo Pedro, primeiro chefe da Igreja por escolha de Jesus, aterrorizado com a perseguição à Igreja primitiva, fugiu de Roma, pela Via Ápia, ainda hoje avenida. Apareceu-lhe Jesus no caminho. Pedro, o chefe escolhido por Jesus, aquele mesmo que O negara três vezes, e três vezes confirmara sua adesão: “Tu sabes, Mestre, eu Te amo.”
Quando Pedro viu Jesus na Via Ápia, indagou-lhe, surpreso: “Quo vadis, domine!” Aonde vais, Senhor!? Ao pusilânime apóstolo Jesus respondeu-lhe, ironizando-lhe a fuga covarde: “Vou a Roma morrer novamente!” Pedro entendeu o recado. Meia volta, regressou a Roma, assumiu o poder que lhe fora confiado. Pedro, Apóstolo, Príncipe dos Apóstolos (PAPA) terminou sua missão, na terra, crucificado de cabeça para baixo, testemunhando a maior prova dos amantes de Deus: a vida em doação.
Quando me debruço sobre o passado heroico dessa gente, me decepciono, só de assistir a eterna lengalenga de alguns candidatos ao exercício do poder. Porque “a autoridade vem de Deus”, conforme apóstolo Paulo. É coisa séria. O poder não é bibelô na escrivaninha do chefe.
O nobre poder de comandar é divino; o de dominar é diabólico. Conquista-se o poder como missão de doação e dever. Amor à pátria em vez do prato. Quem ama se doa. Quem busca o poder, inclusive o econômico, propõe-se a se dividir, a se multiplicar, somar com os outros por superior causa. Só pessoas abençoadas conseguem decifrar o poder que recebem do Alto, embora exerçam com dignidade a tarefa sob a vergasta da inveja e perseguição. Fidelidade aos ideais, até debaixo do chão. Faltam catacumbas e herois em nossa atualidade. A missão do QUO VADIS encontra-se em extinção. A dos covardes, porém, abunda.

(*) José Maria Vasconcelos é cronista – josemaria001@hotmail.com

Anúncios
28
maio
10

O QUE O PT TEM DE MELHOR?

Renda do trabalhador tem maior queda
Rio – A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2003, divulgada hoje pelo Instituto IBGE, mostra a redução de desigualdades entre homens e mulheres e o aumento no número de empregados com carteira assinada. Por outro lado, o levantamento revela o crescimento da desocupação e a queda da renda dos trabalhadores.
Segundo a pesquisa, o rendimento médio real dos trabalhadores caiu 7,4% de 2002 para 2003, ficando em R$ 692. Trata-se da maior queda ocorrida desde 1997 e a sétima redução consecutiva. O rendimento vem caindo desde 1996, quando atingiu a cifra de R$ 852,00, e acumula um recuo de 18,78% em sete anos.
No ano passado, a parcela da população com as menores remunerações teve uma perda real menor, de 4,2% no ano passado. Já, para a outra metade da população, com os maiores rendimentos, a perda chegou a 8,1%. O rendimento domiciliar, que reúne a remuneração de todas as fontes de rendimento dos moradores, registrou queda de 8,0% de 2002 para 2003.

28
maio
10

Governo já desempregou 661 mil pessoas

Rio – O Brasil ganhou 661 mil novos desocu-
pados no primeiro ano do governo Lula. Os números fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo IBGE e divulgada nesta quarta-feira. O levantamento mostra que a quantidade de pessoas sem ocupação aumentou de 7,876 milhões em 2002 para 8,537 milhões em 2003. A evolução representa um aumento de 8,4% no período.
Apesar do aumento de desocupados, o estudo aponta a criação de 1,071 milhão de novos postos de trabalho em 2003, com crescimento de 1,4% ante a base de 2002. O incremento, no entanto, foi insuficiente para acompanhar o aumento da População Economicamente Ativa (PEA), cuja evolução foi de 2%.
Comparada ao levantamento anterior, a criação de empregos foi tímida no ano passado. De 2001 para 2002, a quantidade de vagas cresceu 3,6%. Já de 2002 para 2003, a evolução foi de apenas 1,4%. Entre os setores, a indústria liderou a criação de postos, com crescimento de 2,3%. Em seguida, o comércio e serviços tiveram incremento de 2,1% e a agricultura avançou 1,7%. Na lanterninha e na contramão dos outros setores, a construção viu o número de vagas cair 7,2%.
Outro item analisado diz respeito às diferenças do mercado de trabalho para homens e mulheres. A taxa de ocupação da população masculina foi de 67,2% e o indicador de desocupação ficou em 7,8%. Já entre as mulheres, a ocupação foi de 44,5% e a desocupação atingiu 12,3%. Sem a separação por gênero, a ocupação no Brasil ficou em 55,4% da população e a desocupação, em 9,7%.

28
maio
10

PDT quer deixar base e negocia com PTB

O PDT insiste em reivindicar a primeira suplência de senador na vaga disputa pelo ex-governador Wellington Dias (PT) para se manter na base de sustentação política do Governo. O presidente regional da sigla, deputado estadual Flávio Nogueira, alega que o PT indicou os dois senadores e não está abrindo espaço para os demais partidos que fazem parte da base aliada. O PDT pode se aliar ao PTB, do senador João Vicente Claudino.
Para o PDT, a suplência de Wellington Dias não está definida. Flávio Nogueira adiantou que não tem interesse nenhum na suplência do deputado federal Antônio José Medeiros, que também apresentou o nome como candidato a senador.
“Continuamos na disputa pela primeira suplência de Wellington Dias. Nada está decido ainda, não adianta ser uma decisão apenas do PT. Existe um conjunto de partidos que tem que ser consultado e este decide se tal situação será efetivada ou não”, afirmou Flávio Nogueira.
Internamente, o PDT analisa a possibilidade de se aliar ao PTB e indicar o candidato a vice na chapa encabeçada pelo senador João Vicente Claudino. As negociações sobre o assunto estão em andamento, mas dependem de um posicionamento dos partidos da base do Governo, diante das reivindicações do PDT. Esse seria o motivo justo para abandonar a coligação governista.
Os partidos da aliança em torno de Wilson Martins não têm concordado com as imposições feitas pelo PT. Eles consideram ganância do partido em querer os melhores cargos e não abrindo vaga para a ocupação das outras siglas. (LC Diário do Povo-PI)

28
maio
10

Vítimas denunciam que foram abandonadas pelo Governo

Presidente da Associação das Vitimas, Corsino Medeiros, agraciado com titulo de cidadania, denunciou omissão

Luciano Coelho
repórter

A audiência que discutiu a tragédia de Cocal, o rompimento da barragem Algodões que ontem (27) completou um ano, virou um bate-boca na Assembléia Legislativa. O presidente da Associação das Vitimas da Barragem, Corsino Medeiros, denunciou a omissão do Governo do Estado para socorrer as duas mil vitimas da enxurrada.
Corsino Medeiros é professor da UnB e recebeu um titulo de cidadão piauiense do presidente da Assembléia, deputado Themístocles Filho (PMDB). Corsino agradeceu o titulo, mas denunciou a omissão do poder público em atender as vitimas da barragem. Ele relembrou a tragédia.
“Foi um tsunami que arrastou os sonhos e as esperanças das pessoas que, em menos de 40 minutos, perderam todos os bens materiais e pessoais que tinham acumulado ao longo da vida.”, avaliou Corsino Medeiros.
Themístocles Filho se irritou com o deputado Marden Menezes (PSDB), autor do requerimento da audiência pública, depois de um pequeno tumulto na sessão solene para entrega do titulo de cidadania e a audiência pública que se realizava na Assembléia.
O deputado Robert Rios (PCdoB) reclamou das críticas feitas pelo professor Corsino Medeiros. O deputado disse que defendeu o Legislativo, en-quanto Marden tentava apar-tear. Corsino reclamou da assistência às vitimas.
“A intenção da sessão solene é que a tragédia não caia no esquecimento e que após um ano as famílias continuam em extrema dificuldade, sem moradia, trabalho e terra para plantar”, adiantou o deputado Marden Menezes.
Marden alegou que Robert Rios gostava mesmo era de aparecer. “O deputado Robert queria aparecer de alguma maneira e, como sempre, com estardalhaço, com deselegância e falta de educação, tumultuou uma homenagem que seria às vítimas e agrediu uma pessoa que está se dedicando de forma voluntária a lutar pelos direitos da comunidade. Foi vergonhoso”, reclamou o tucano.
“O deputado Marden precisa ter maturidade. Ele trouxe pra cá um homenageado e ele aqui ofendeu violentamente o poder Legislativo. Eu apenas defendi minha Casa. Dentro da minha casa ninguém fala mal de ninguém.”, finalizou Robert Rios.
(Diário do Povo, Pi)

28
maio
10

Polícia resgata empresário brasileiro feito refém na África do Sul

DA EFE, NO RIO DE JANEIRO

Publicidade
A polícia da África do Sul resgatou na manhã de hoje um empresário brasileiro que havia sido sequestrado em Kensington, a leste de Johannesburgo, de acordo com o site “Politics Web”.

A polícia diz acreditar que os supostos criminosos fazem parte de um grupo que atrai empresários de diferentes países para atuarem na costa sul-africana, e depois os sequestram e pedem resgates a suas empresas.

De acordo com o site, a operação foi empreendida pelo grupo especial de combate ao crime organizado da polícia sul-africana, conhecido como Hawks, das cidades de Johannesburgo e de North Rand, em parceria com as Unidades de Combate ao Crime Organizado e de Inteligência do país.

Um empresário sul-coreano foi mantido refém no mesmo local e libertado no último dia 19, depois de cinco dias preso, com o pagamento de US$ 70 mil [R$ 126 mi] por parte de sua empresa. A explicação para o depósito é de que o valor faria parte de um acordo, segundo o “Politics Web”.

Com informações obtidas com o sul-coreano, a polícia passou a monitorar a casa, que foi invadida na manhã de ontem para resgatar o brasileiro.

O empresário, de 58 anos e cujo nome não foi divulgado, disse que os supostos criminosos ameaçaram matá-lo e que foi torturado com um ferro de passar roupa quente. Ele contou também que se sentiu aliviado quando viu que a polícia invadiria o local.

O site informou que o brasileiro foi hospitalizado com sérias queimaduras no abdômen, no peito e nos pés. Ele é chefe de uma companhia internacional do setor madeireiro.

O comissário da polícia sul-africana, general Bheki Cele, se mostrou satisfeito com libertação do brasileiro, e disse que seu país não é um paraíso de criminosos.

“Nós dissemos isso antes e repetimos agora: a África do Sul não é um paraíso de criminosos. (…) Todos os dias reduzimos o espaço para o crime e continuaremos a fazê-lo,” afirmou.

Os supostos sequestradores são provenientes da Nigéria e comparecerão a um tribual na segunda-feira (31).

28
maio
10

Serviço mapeia computadores infectados no mundo

DE SÃO PAULO

Publicidade
O serviço MalwareTracker, desenvolvido pela empresa Enigma Software Group, promete mapear computadores que estejam infectados por malwares em todo o mundo.

O site separa equipamentos que são suspeitos e que já estão infectados de acordo com dados do programa SpyHunter Spyware Scanner.

Os dados são atualizados diariamente e representam tendências de malware por um período de 30 dias, segundo informa a Enigma Software Group.

De acordo com dados da página, hoje existem 67.250 computadores suspeitos de estarem infectados no Brasil.

Nos Estados Unidos, o número é de 1.515.130.
(FOLHA DE S. PAULO)




maio 2010
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031