Arquivo para 6 de julho de 2010

06
jul
10

Só com a cara
Depois de escapar ileso, o correspondente do portal 180graus em Miguel Alves escreveu:
“A polícia do município chegou ao local, mas não possui equipamentos suficientes para reagir. Mesmo assim, o delegado da cidade e um PM saíram em uma motocicleta em direção aos assaltantes”.
Ou seja, só com a cara e a coragem.

*COLUNA DO ZOZIMO TAVARES

Anúncios
06
jul
10

MEC reprova ensino médio do Piauí

Nos últimos anos, o Governo do Piauí se ocupou em fazer propaganda massiva garganteando que o Estado avançou no ciclo do ensino médio. De acordo com a propaganda, avançou e avançou muito. Na semana passada mesmo, o ex-secretário de Educação, deputado federal Antônio José Medeiros, aparecia num comercial do PT reforçando a propaganda oficial.
Ontem, viu-se, porém, que tudo não passava de falácia, de propaganda enganosa. O castelo de engodo caiu. E não foi a oposição que desmascarou o Governo do Piauí. Foi o Ministério da Educação, ao divulgar os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
O estudo aponta que o Piauí apresentou um crescimento negativo com relação às metas estipuladas para 2009, ao lado de Roraima, Sergipe, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Assim, a pior nota estadual é a do Piauí. O Estado ficou com nota 3. A meta era 3,1. Em 2005 e 2007, o estado atingiu 2,9. A escala vai de 0 a 10.
A meta do governo federal para o país, no ensino médio, em 2021, é chegar a 5,2. A nota de países desenvolvidos é 6. O estado com a melhor nota nesse ciclo foi o Paraná, com 4,2, que superou a meta para 2009 em 0,5 ponto. O Ideb leva em conta dois fatores que interferem na qualidade da educação: rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho na Prova Brasil.
O estudo divulgado ontem pelo MEC mostra que, nos anos iniciais do ensino fundamental, todos os Estado superaram as metas do governo. Nos anos finais, Rondônia, Pará e Amapá ficaram abaixo da meta. O ensino fundamental é de responsabilidade dos municípios. Significa dizer que os prefeitos, em sua maioria, estão fazendo o dever de casa, no quesito educação.
A preocupação maior se dá em relação ao ensino médio, de responsabilidade dos estados. O MEC apontou este ciclo educacional com o pior desempenho do país, sendo que o destaque ficou para o Piauí, com o mais baixo índice de aproveitamento entre todos os Estados.

06
jul
10

PSDB acusa PT de usar verba pública para financiar Dilma

São Paulo – O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), afirmou ontem (05) que a campanha tucana à Presidência é “muito cara” porque precisa concorrer com o uso da máquina pública e citou o uso de “patrocínios”, entre outras irregularidades. Já a presidenciável do PT, Dilma Rousseff, afirmou que a previsão de gastos de sua candidatura “não é cara nem barata”.
A petista falou em entrevista após um almoço-debate com empresários em São Paulo, que aconteceu no hotel onde Guerra está hospedado. Ambos afirmaram que pretendem manter as atuais estratégias para o período oficial de campanha, que começa hoje (06) – a única diferença é que os tucanos pretendem avançar no território do Bolsa Família, bandeira da gestão Lula e ponto fraco do programa Serra. – A campanha será muito cara porque nunca houve tamanha distribuição do poder público. O mundo de influência dentro do Estado penetrou a campanha. Isso facilita o uso de recursos públicos para a campanha. O que era a exceção agora virou a regra. Está chegando dinheiro demais e a gente não sabe de onde vem – disse Guerra, em rápida entrevista na saída do hotel. O PSDB declarou ao TSE despesas de até R$ 180 milhões com a candidatura Serra. Já o PT fez uma previsão de R$ 157 milhões em gastos. Dilma não comentou a cifra e disse que os recursos serão arrecadados porque “não há outro jeito” de financiar campanhas.

06
jul
10

Chapa de João Vicente muda nome para o Senado

O segundo nome do candidato a senador na chapa do petebista João Vicente Claudino, Osmar Araújo, teve que ser substituído pelo vereador de Teresina R. Silva, porque Osmar Araújo não se desincompatibilizou de cargo na Federação dos Trabalhadores em Agricultura no período legal. O vereador R. Silva assume o lugar, ao lado do deputado federal Ciro Nogueira Filho, para disputarem o Senado.
O PDT tinha feito a indicação do nome de Osmar Araújo,que foi vice-governador na gestão de Mão Santa, mas teve que abrir mão da vaga para a indicação do PP.
“O nome seria do Osmar Araújo, mas ele não se desincompatibilizou no prazo legal. É que ninguém acreditava que o PDT sairia do Governo. Ele não esperava o convite. A vontade do Osmar era toda”, informou o presidente do PDT, deputado Flávio Nogueira, que é candidato a vice-governador na chapa de João Vicente Claudino.
O objetivo do PP é transformar o vereador no candidato da capital, onde o PSDB é mais forte. Os suplentes propostos para R. Silva no Senado serão políticos ligados ao municipalismo. R. Silva em 2008 obteve 4.464 votos para vereador em Teresina.
Todas ações judiciais do PSDB vão passar pelo aval de Sílvio
O candidato a governador pelo PSDB, Sílvio Mendes afirmou que toda ação judicial para se adotar pela coligação terá que passar por ele. “Eu sou cidadão e não apenas candidato. Todo cidadão tem o direito e obrigação de fazer isso, fiscalizar o dinheiro público e evitar o desvio de dinheiro público”.
Segundo Sílvio, as decisões devem passar por ele para não banalizar as ações judiciais por uma disputa política.”Não quero ganhar eleição por qualquer caminho. E nem quero ganhar por qualquer caminho e quero que os adversários tenham a mesma postura”,
Qualquer ação deve ter a aprovação do candidato. O que tiver, qualquer ação deve passar por mim. É uma questão de disciplina. Tenho que ter conhecimento
“Não vou para debate agredir quem quer que seja ou questionar judicialmente. Vamos tentar resolver isso no nível da relação civilizada entre os candidatos, mesmo adversários. A justiça tem o seu papel. O Ministério Público tem o seu papel. Acho que banalizar as ações e sobrecarregar a Justiça com esse tipo de comportamento não cabe”.

*publicado jornal diario do povo-pi

06
jul
10

Lista do TCE tem 2 mil nomes irregulares

A relação com o nome de gestores públicos que tiveram suas contas rejeitadas nos últimos quatro anos possui 1.785 processos. A lista foi entregue ontem ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para que possa ser avaliada a legalidade do pedido de registro de candidaturas.
O documento elaborado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) contém quatro listas, com prestações de contas de secretarias municipais de saúde, administração municipal e estadual que tiveram julgamento com irregularidade de 2002 a 2010.
Entre os nomes da lista estão o de Marcos Tavares Silva, diretor presidente da Companhia Metropolitana, processo n° 33.940; Pedro Vasconcelos diretor do Hospital em Miguel Alves; Ivan Torres (Processo 39.807); Carlos Henrique Nery Costa, diretor do Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela( Processo n° 39.708); Antonio Ivan e Silva, procurador Geral de Justiça, processos TC-O 01.574/02 e 01.860/01(Auro Pereiras Costa, ex-presidente da Agespisa (TCO 12.803/3); João Batista Machado, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TC-E 04.324/6); Patrocínio Paes Landim, presidente da Piemtur (TC-O 10.773/07) e o procurador Geral de Justiça, Emir Martins Filho (TC-O 09.583/07).
A relação na lista é composta na maioria por prefeitos e gestores municipais de cidades do interior do estado. Os candidatos as eleições de 2010 que estiverem presentes na lista podem ter o registro de candidatura negado pelo Tribunal Regional Eleitoral.
* publicado Jornal diario do povo-pi




julho 2010
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Anúncios