Posts Tagged ‘eleições 2010

05
abr
10

PT quer ‘pulverizar’ campanha para tentar bater PSDB em São Paulo

Gustavo Porto – Agência Estado
Para tirar a vantagem folgada na corrida eleitoral do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), o PT decidiu “pulverizar” a campanha na eleição de 2010 no Estado de São Paulo. A estratégia é fazer com que o senador Aloizio Mercadante e a ex-ministra Marta Suplicy – principais lideranças estaduais do partido e respectivamente pré-candidatos ao governo e ao Senado – façam suas agendas diárias de campanha separadamente, se possível em regiões diferentes do Estado.

Além dos futuros candidatos, a campanha do PT irá contar ainda com a ajuda do também senador Eduardo Suplicy, que desistiu de disputar o governo paulista em favor de Mercadante. “Iremos organizar as agendas e cobrir duas, três regiões do Estado ao mesmo tempo, porque ninguém precisa explicar quem é Marta, Mercadante e Suplicy, ao contrário deles (tucanos)”, disse o presidente estadual do PT, Edinho Silva. “Enquanto eles têm só o Alckmin em condições de criar agenda, nós temos três lideranças”, provocou. Além da decisão, tomada na reunião da Executiva do PT de São Paulo nesta segunda-feira, 5, com a presença de Marta, o PT discutirá outros detalhes da estratégia da campanha de Mercadante ao governo e, principalmente, das coligações, em uma reunião na noite desta segunda na casa do senador petista. Participarão do encontro, além do comando do PT paulista, deputados federais e estaduais, bem como alguns prefeitos do partido.

Ainda esta semana, em um encontro previsto para quinta-feira (8), o PDT pretende fechar o nome do pré-candidato a vice-governador de Mercadante, depois que o prefeito de Indaiatuba (SP), Reinaldo Nogueira, desistiu da disputa e não renunciou ao cargo. Mesmo com o PDT apressado para ocupar o espaço político, o presidente do PT paulista prega cautela. “Vamos definir o nome do vice com calma”, concluiu Edinho.

Anúncios
30
set
09

Nota do BC confirma filiação de Meirelles ao PMDB

Deu em O Globo:
Presidente do Banco Central assina ficha no PMDB hoje, em Goiânia; ele pode disputar Senado ou ser vice de Dilma

De Gustavo Miranda:

Depois de dias de suspense, o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, confirmou ontem à noite, após encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que vai se filiar hoje ao PMDB em Goiânia (GO), sua terra natal. Meirelles fez o anúncio em nota divulgada pelo BC, evitando referências ao cargo eletivo que poderá disputar ano que vem.

“O presidente Henrique Meirelles decidiu hoje (ontem), após reunião com o presidente Lula, filiar-se ao PMDB. Amanhã, em Goiânia, às 11h, o presidente Meirelles assinará sua ficha de filiação ao PMDB”, diz a nota divulgada pelo BC.

Embora Lula prefira que ele continue no governo até o final, Meirelles poderá disputar vaga no Senado ou ser vice na chapa da candidata petista à Presidência, ministra Dilma Rousseff (Casa Civil).

Essa decisão ele voltará a discutir com Lula no início do ano que vem, e dependerá do cenário no quadro sucessório. Se decidir pela candidatura, Meirelles terá que deixar o cargo até o fim de março.




dezembro 2017
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31